terça-feira, 25 de maio de 2010

CAVALGADAS DO RANCHO VENTANIA

A relação homem-cavalo é muito antiga e raramente a gente encontra alguém que não goste de cavalos. Quem pode se dar ao luxo de criá-los sabe o quanto estes animais são inteligentes, embora alguns as vezes sejam teimosos. Mas cavalos possuem por certo, temperamentos estáveis e instáveis também. O fato é que de alguma maneira, tendo ou não um cavalo, “cavalgar é preciso”. Primeiro pelo fato se estar em contato com o animal e depois, por estar integrado à natureza, através de trilhas especiais, paisagens maravilhosas e o que é ainda mais salutar: junto com amigos de todas as idades, com idéias diferentes mas com algo em comum: cavalgar! Eu entendo muito pouco sobre cavalos, embora tenha por eles uma grande paixão. A última vez que estive no lombo de um deles foi há mais de 20 anos mas as primeiras experiências foram ainda quando menino, já que passei um periodo de 4 anos morando numa fazenda na região de Palmeira-PR. Não tão longe daquela Palmeira saudosa, onde consegui a proeza de viver um pouco do século 19 e onde as primeiras letras aprendi no Grupo Escolar Gen. Davi Carneiro, fica São Luiz do Purunã, onde os atrativos são muitos e cavalgar não é apenas um passatempo, mas uma obrigação para quem vive em toda aquela imensa e bela região. No Rancho Ventania, onde o Ralf e a Elvira sempre nos brindam com deliciosos almoços dominicais a gente tem também a oportunidade de cavalgar, já que eles promovem muitas cavalgadas ao longo do ano e assim permitem que muitas pessoas conheçam muito mais a fundo tudo o que cerca aquele lugar maravilhoso. Eu ainda não tive a chance de encarar uma cavalgada por lá, mas tão logo possa, vou aproveitar a oportunidade. Visando divulgar as cavalgadas já realizadas e a também promover o Rancho Ventania, o Ralf criou um blog muito interessante, onde nos conta sobre cada uma dessas cavalgadas com fartas ilustrações. Se você gosta de cavalos, está a fim de cavalgar e de também passar momentos inesquecíveis num cenário incomparável, o lugar é o Rancho Ventania, em São Luiz do Purunã, cerca de uns 50 quilometros de Curitiba. Agora, permita-se uns instantes para visitar o blog das cavalgadas e começar desde já a sentir o fascínio de poder curtir um final de semana bem diferente. O endereço do blog é:

http://rventania.blogspot.com/


3 comentários:

Anônimo disse...

Meu Amigo Pedro, até hoje não encontrei ninguém que descrevesse tão bem o que é o Rancho Ventania. Muito obrigado pelas palavras, pela divulgação, e pela sua amizade.
E venha nos visitar novamente...

Rancho Ventania disse...

Meu Amigo Pedro, até hoje não encontrei ninguém que descrevesse tão bem o que é o Rancho Ventania. Muito obrigado pelas palavras, pela divulgação, e pela sua amizade.
E venha nos visitar novamente...

Anônimo disse...

Boa tarde desculpe me mas acho que você pode nos ajudar...

Peço que enviem a todos os conhecidos que esta em pauta a lei 4548/98 que libera de vez as cavalgadas os rodeios etc...vejam bem, os antis querem proibir e estão mandando de monte mas muito e mails ao deputado Romero Rodrigues para retirar da assembléia esse projeto.Sem ele estamos fadados a proibição cada vez maior em mais e mais cidades de nosso pais...o e mail do deputado é: dep.romerorodrigues@camara.gov.br
mandem recados de agradecimento e apoio a ele mais ou menos desse jeito:

Excelentíssimo Senhor Deputado.

O povo brasileiro agradece ao Senhor pela coragem e pela qual aceitou a lutar pela aprovação do PL 4548/98. Pois só com aprovação deste é que poderemos viver livres sem perseguições de pessoas que querem impor comportamento conforme seus ideais sem respeito aos costumes, folclore e tradição brasileiros. Solicitamos apóio do Senhor nesta luta. Caso não aprove o PL citado estaremos a beira de inversão de valores e despeito ao direito de acesso a cultura, tradição, e restrição ao lazer e isto pode acarretar num conflito sócio-econômico-cultural com complicações graves e irreversíveis, nos setores rurais, agronegócio.
O SETOR AGRONEGÓCIO está correndo perigo porque esses “ditos” ambientalistas estão de olho nas criações de galinhas poedeiras confinadas, corte de cauda de leitões nas granjas, até competições de pombos correio... Hoje eles estão atacando nosso esporte, o rodeio, as vaquejadas, as provas de laço, em breve tudo que envolve animais domésticos. Nem andar a cavalo poderemos... “Cavalo não foi feito para carregar gente!”

Senhor Deputado, o curioso é que estes que se dizem ambientalistas e protetores daquilo que não lhes pertecem, consomem todos os produtos que produzimos derivados de carne, leite, ovos e nos atacam de forma arbitrária sem uma consciência verdadeiramente ambiental, pois além disso, os verdadeiros protetores são aqueles que cultivam e cuidam de suas criações para promover o bem social da sociedade brasileira que na atualidade possui uma demanda imensa de consumo de carnes, ovos, leite e vegetais.
Muito obrigado.
coloque seu nome, estado e cidade.
SE acham que os antis não estão se organizando olhem no blog desta senhora:
http://stelladalcin.blogspot.com/2009/04/contra-o-pl-454898.html estão atacando os rodeios as cavalgadas e tudo mais....vamos esperar o que?Os rodeios cavalgadas e até os pombos correio acabarem e serem proibido?

Me desculpem o desabafo de um apaixonado pela nossa cultura.
Obrigado.